ITANHANGÁ/MT, 19 de January, 2021.
(66) 98418-7171
Compartilhe nosso portal de notícias
Índia de 14 anos é morta com tiro disparado pelo próprio marido
Foto: Reprodução

A índia Beatriz Morimã Tukumã, de 14 anos, da aldeia Mayrob, a cerca de 70 km de Juara, foi morta com um tiro no rosto disparado de uma espingarda calibre 32. O marido dela, um índio de 19 anos, foi preso em flagrante por homicídio doloso. O crime ocorreu na manhã de terça-feira (24). 

A adolescente estava trabalhando na coleta de castanha com o marido quando ocorreu o disparo. Ele mesmo levou a esposa de volta à aldeia, para que ela fosse atendida por uma enfermeira que trabalha no local. Depois, a vítima foi levada ao Hospital Municipal de Juara, mas já estava sem vida.

Foi a própria enfermeira que procurou a delegacia de Juara para denunciar o caso. O índio foi preso e, a arma, apreendida. Ao delegado Carlos Henrique Engelman, ele disse que acreditava que a arma estava descarregada e que não atirou para alvejar ou matar a vítima. O casal morava junto há aproximadamente um ano. 

O corpo da adolescente foi liberado na noite de terça e será enterrado nesta quarta-feira (25). Beatriz era aluna da Escola Estadual Indígena de Educação Básica Leonardo Crixi Apiaká. Na página da aldeia numa rede social, diversas pessoas lamentaram a morte da índia.

A Fundação Nacional do Índio (Funai) Acompanha o caso. 

POR: Repórter MT
25/11/2020 10:43 / Atualizado 17/01/2021 09:56
© Copyright 2016- 2021 - Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento: Blit Softwares